terça-feira, 12 de outubro de 2010

. Gêneros e tipos textuais




Os gêneros se referem ao tratamento da língua em seu dia-a-dia nas mais diversas formas orais e escritas, na estrutura comunicativa de nossa sociedade caracterizam-se pela sua funcionalidade, seja ela cognitiva( conhecimento, aprendizagem), comunicativa( interação com o outro) ou institucional (relacionadas as instituições).

Para Marcuschi, os gêneros são formas culturais e cognitivas de ação social. Ele é essencialmente flexível e variável. Os gêneros variam como a língua, adaptando-se, renovando-se e multiplicando-se.

Podemos citar como exemplos de gêneros textuais: telefonema, sermão, carta comercial, carta pessoal, romance, bilhete, reportagem, aula expositiva, reunião de condomínio, notícia jornalística, horóscopo, receita culinária, bula de remédio, lista de compras, cardápio de restaurante, instruções de uso, inquérito policial, resenha, edital de concurso, piada, conferência, carta eletrônica, bate papo por computador, aulas virtuais, conto, crônica, lenda, fábula, etc.

Um ponto muito importante que Marcuschi (2002:25) destaca é que “em todos
os gêneros também se está realizando tipos textuais, podendo ocorrer que o mesmo
gênero realize dois ou mais tipos. “Assim, um texto é em geral variado (heterogêneo)”.

Cada gênero necessita de um ensino mais específico, pois cada um apresenta
características distintas. No entanto a tipologia textual (Tipo de texto) pode-se dividir em: narração, o que se quer é contar, dizer os fatos, acontecimentos; descrição, o que se quer é caracterizar, dizer como é; dissertação busca-se o refletir, o explicar, o avaliar, o conceituar, expor idéias para dar o conhecer, para fazer saber, associando-se à análise e à síntese de representações; e injunção, diz-se aquilo que se quer, que determina, desejada, o que e/ou como fazer, incita-se à realização de uma situação e argumentação, que defende idéias, atribui qualidade a algo ou alguém.

O ensino da língua materna tem como um de seus objetivos o desenvolvimento da competência comunicativa. Isso significa que o aluno deve ser capaz de usar o maior número possível de recursos da língua para a produção de efeitos de sentido de forma adequada a cada situação específica de interação comunicativa. (TRAVAGLIA, 1997, p.17-18).

Por isso é muito importante que o aluno trabalhe com os gêneros textuais em sala de aula, tenha contato e conheça suas características nos seus mais diversos usos do cotidiano. Além disso, o trabalho com gêneros contribui para o aprendizado de prática de leitura, de produção textual e de compreensão.

BIBLIOGRAFIA:
MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONÍSIO, A. P.; MACHADO, A.
TRAVAGLIA, L.C. Gramática e interação: uma proposta para o ensino de gramática no 1° e 2° graus. São Paulo: Cortez, 1997. 245 p.

domingo, 10 de outubro de 2010

TIPO TEXTUAL EXPOSITIVO/DESCRITIVO - GÊNERO ESCRITO: CARACTERÍSTICAS LOCAIS (Dupla: Carine e Karina)

Nossa sala de aula
A sala onde estudamos todos os dias em nossa faculdade é típica da arquitetura de um (CIEP) Centros Integrados de Educação Pública ; é bem espaçosa, ventilada e luminosa. Ela possui cadeiras universitárias da cor azul marinho com bordas de metal branco, uma mesa de madeira branca retangular com bordas amarelas de metal para o professor; prateleiras de concreto embutidas abaixo das janelas retangulares de vidro tendo sua parte superior feita com grade de alumínio de modelo das cortinas persianas; existem algumas tomadas, uma cadeira de plástico sem suporte de braço para o professor, armários embaixo das janelas com portas e cadeado, dois ventiladores pretos de parede, uma porta de madeira para entrada e saída das pessoas, dois quadros brancos retangulares sendo um grande e outro pequeno e mais um com forro camurça azul marinho para pregar informativos com tachinhas; há também uma lixeira pequena branca com sacola plástica de lixo verde e lâmpadas compridas florescentes no teto. Esta é a nossa sala de aula que vem nos acolhendo para o estudo acadêmico e presencial todos os dias há quase 3 anos.

Tipo de texto expositivo, porque apresenta informações do objeto de estudo que é a sala de aula; e descritivo, porque descreve as características elementares da mesma.
video